Ads Top

TODO MUNDO COPIANDO O CHROMIUM?

Segundo o site Net Marketshare, aproximadamente 64% dos usuários da Internet, navegaram na web em 2018 usando o Google Chrome, e esse número está cada vez maior se considerar a quantidade de navegadores baseados no Chromium, um projeto de navegador da web de código aberto do Google.


Há cada vez mais navegadores surgindo usando os componentes do Chromium, recentemente a Microsoft anunciou que o Microsoft Edge também usará a base Blink/Chromium, semelhante a navegadores menos populares como Opera, Brave, Vivaldi, Yandex e outros, mas, por que os navegadores do mundo estão mudando para o Chromium e o que isso significa para o futuro?

O FUTURO NAS MÃOS DO CHROMIUM

A criação de navegadores de internet não é algo fácil de se realizar, não basta ter uma quantidade pequena de desenvolvedores que usam uns códigos que aprendem em cursos onlines ou na faculdade, é algo mais complexo a se realizar, precisa-se de equipes para cuidar de:

  • Interface gráfica do usuário, que englobam aparências, botões e afins;
  • Mecanismo do navegador, do qual transforma comandos na interface do usuário e os envia ao mecanismo de renderização;
  • Mecanismo de renderização, responsável por mostrar as coisas que você quer ver, geralmente de HTML / CSS;
  • E muitas outras coisas...

Essas coisas não são fáceis de construir por conta própria e, como versões boas e bem mantidas delas já foram criadas e estão sendo constantemente atualizadas, não faz muito sentido investir tempo e energia para começar do zero.

O Chromium conquistou uma grande comunidade de desenvolvedores, já que o mesmo é de código aberto e usado em toda a Web, os mesmo trabalham para manter o navegador atualizado e adicionar novos recursos. Toda vez que surge um novo navegador baseado no Chromium, o mesmo se torna mais forte, ganhando recursos e utilizações em locais como o Spotify até o Microsoft VS Code.


CRIAÇÃO DE WEB SITES

Para o bem ou para o mal, o Chrome é a forma como a maioria das pessoas utiliza a Internet, por isso, quando há um desenvolvimento de um site, a principal prioridade deve ser otimizá-lo e garantir que funcione com a maioria dos navegadores e mantenha a tecnologia subjacente atualizada, pensando nisso, o Chromium pode ser sua melhor opção para verificar se seu web site está otimizado o suficiente para acesso, se não de todos, da maioria dos usuários ao redor do mundo.

EXISTE PRIVACIDADE EM CÓDIGO ABERTO?

Como o Chromium é um projeto totalmente de código aberto, as partes dele que se comunicam com o Google fazem parte do Chrome, não do Chromium em si. Se houver algo no código do Chromium do qual os desenvolvedores não gostem e não achem correto, podem simplesmente excluí-lo ou modificá-lo em prol dos usuários, a exemplo de navegadores com foco em privacidade, como o Brave, que são baseados no Chromium, mas cuidam do "ungoogle".

O DOMÍNIO DA GOOGLE É SADIO?

Apesar dos números assustarem muitas pessoas por aí, existem diversas alternativas em relação a navegadores (e é esperado que permaneçam), afinal, o domínio incontestável do Chromium não é o melhor cenário possível, mas, desde que a tecnologia do Google esteja moldando a forma como usamos a Internet, é melhor que isso aconteça sendo open source, dando a possibilidade de alteração naquilo que seja prejudicial a saúde da internet e seus usuários.
____________________________________________________
Fonte: MakeTechEasier

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.